Pesquise neste blog

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Que que eu fiz?

É como tem sido
às vezes
eu as encontro por aí
no ônibus
no trem
na rua

Elas fingem não me ver
como se nada
houvesse acontecido

É como tem sido
não fiz nada de errado
nada que eu julgue errado

Mofo em bares
cinzeiros transbordam
agonia não passa

E penso
em quem
será a próxima
desconhecida
o próximo
butinaço

Não estou
fazendo drama

É como tem sido.

Um comentário:

  1. o realismo dos teus poemas me abre o apetite
    gosto pra cassete!
    bjão

    ResponderExcluir